Vamos falar de preconceito.

Preconceito é um juízo preconcebido, manifestado geralmente na forma de uma atitude discriminatória perante pessoas, lugares ou tradições considerados diferentes ou estranhos. Costuma indicar desconhecimento pejorativo de alguém, ou de um grupo social, ao que lhe é diferente.


De modo geral, o ponto de partida do preconceito é uma generalização superficial: “Todos os alemães são prepotentes”, “todos os norte-americanos são arrogantes”, “todos os ingleses são frios”.

Quando começamos a nos interessar pelo problema dos animais abandonados descobrimos que, lidar com esse problema é lidar com gente. E gente tem preconceito. De todo tipo.

Muita gente tem preconceito em relação a gatos: “Todos os gatos são traiçoeiros”, “todos os gatos gostam da casa e não dos donos”. Qual dono de gato nunca ouviu isso?

E todos sabem que existe preconceito em relação aos animais sem raça definida, certo?

Mas o fato é que, do outro lado também tem. Tem gente que atravessa a rua para não cruzar com um dono de um animal de raça. Para essas pessoas “todo dono de animal de raça é vaidoso e superficial”.

Com os donos de gatos de raça a situação é ainda pior. Você pode ter um Pastor Alemão, um Boxer ou um Poodle, mas se você for dono de um Maine Coon ou de um Sagrado da Birmânia, você é o supra-sumo da superficialidade (e, se você for homem, ainda por cima é gay). Isso é preconceito e todo preconceito é ruim.

Nós somos a favor da adoção e defendemos os gatinhos sem raça definida, mas isso não significa que todo dono de gato de raça tem ingresso pra ala V.I.P. do inferno.

O problema não é se você tem um gatinho de raça ou um S.R.D., se você comprou ou adotou o bichano, mas a atitude e responsabilidade que você tem ao fazer isso. Quem disse que todo mundo que adota um animalzinho sem raça definida será um bom dono? Tem muita gente que adota por impulso, ou pior, porque é de graça. E depois ainda cuida mal do animal porque acha que, por não ser de raça, não precisa de alimentação balanceada, vacinas, vermífugos, cuidados veterinários, castração...

Por outro lado, existem aqueles que têm um gato de raça E um S.R.D. (quem tem um gato tem um, tem dois, tem três...) e tratam ambos com o mesmo cuidado e responsabilidade.

É possível sim, comprar um animal com responsabilidade e ao mesmo tempo combater as “fábricas de filhotes”. Vamos aproveitar o gancho e falar sobre isso na próxima postagem.

O que realmente importa é que, comprado ou adotado, com ou sem raça definida, ter um animal é uma imensa responsabilidade. E é para a vida toda dele. Pense nisso antes de comprar ou adotar.

SEM PRECONCEITO!

Abraços a todos.
Allan.
http://miaaudote.blogspot.com/
twitter: @miaaudote



36 comentarios:

Silvia 'Sam' Cássivi disse...

Nossa, ja ouvi varias vezes isso.... e o pior, ouvi uma garota uma vez dizer que bicho tem que ser de raça e de criador conhecido porque ela não iria comprar um animal sem conhecer a procedencia. Achei o cumulo.
Bicho é bicho, todos merecem respeito e amor.

Até mais

Bea disse...

Tambem acho que se for para tratar o bicho bem, nao importa se voce resolveu realisar um sonho de ter um animal de raca (de um bom criador, obviamente) ou se foi amor a primeira vista por um srd! Eu, particularmente, sou de unir o util ao agradavel, procuraria por um abrigo que tivesse gatos de raca que estao disponiveis para adocao! E se eu ver um homem dono de Maine Coon, peco em casamento na hora rs!

Mãe de Cachorro - Ana Corina disse...

Allan e Carol queridos, beijo grande e parabéns, sempre!
Quando o bicho homem parar de se achar no direito de julgar a tudo e todos o mundo será um lugar bemmmmmmmmm melhor, mais razoável e passível de evolução.

Bijons pra vocês e os pimpolhos, sejam quais forem
;-D

Cleverson disse...

O que vale é o amor que você tem pelo bicho e não a raça dele! Minha gata a mãe deu cria no porão de casa e abandonou os filhotes, eram 4, só ela sobreviveu... é sem raça, mas não tenho dúvida do amor que tenho por ela, afinal "amamentei" ela. hehehehe

VelmNutri - Veronica disse...

Aiiii que delícia esses gatinhos dormindo assim!!!! Eu tenho um SRD que muita gente pensa que é um Maine (rsrsr) um dia eu ainda compro um Maine para fazer compania ao Léo! E vou ficar com dois rótulos rsrsr Nem ligo. Falem o que quiserem de gatos! Mas o meu SRDzinho encheu nossa casa de riso. Ele é temperamental, exigente, safado, folgato e nós o amamos demais!!!! O defeito dele que me incomoda profundamente é comer minhas plantas! Eu fico com raiva por causa delas que ficam feias e com medo de ele se intoxicar. Procuro pesquisar sobre a interação entre eles antes de adquirir uma planta (para repor uma que foi devorada... é o mínimo... ah e tento manter a maioria longe do alcance dele (mas o qque lugar é inalcansável para um gato??? rsrssr) o engraçado é que ele adora salada (sem tempero) e come (na minha mão) as folhinhas verde escuro... ele adora rúcula, escarola,catalonia e agrião. É mole??? Acho que isso não faz mal né? Ah, por falar nisso, alguém sabe me informar se valeriana faz mal para gatos? Eu consumo um cha que tem essa erva e certa vez o papel do cha caiu no chão e o Léo ficou extasiado com o cheiro (eca! é de chulé!) e fica se esfregando no papel e mordendo ele... Ontem eu fiz um brinquedinho e costurei dentro um pouco da erva. Ele ficou delirando! Eu só não sei se faz mal a ele... :|
No chá tem valeriana, mulungu, alfazema e maracujá. Mas o cheiro que sentimos é o da valeriana (eca!).

beijos
ufa
falei demais.

Milene disse...

Muito pertinente o post. Embora nos eventos de adoção e pedidos de adoção dos animais organizados pelo Grupo Vira-Latas e Corações aqui em Rio Grande - RS tenha diminuido a procura pela raça, ainda existe e muito. No último Vira-Latas na Avenida encontrei um casal de uma cidade vizinha com esse sentimento bem forte (o animal tinha que ser meio puro!). Aos poucos vamos tentando mudar. Quanto ao preconceito que existe com as pessoas que tem animais de raça é totalmente sem fundamento, como qualquer preconceito. O que é importante é não incentivarmos o comércio de animais, isso sim, mas cão e gato, de raça ou não, é cão e gato e ponto final. A-mo os posts! E estou indo lá colar um link no blog do Grupo para mais pessoas terem a oportunidade de ler! Abs,

Katherine disse...

Gente, com tantos gatos por aí, o pessoal ainda tem a mentalidade de comprar por eles!
Quem gosta de gato deveria ADOTAR SIM!

Saninha disse...

Adorei o tema. Precisamos pensar que quem mais perde com esse tipo de preconceito são os próprios bichinhos, pois tem gente que fica com raiva dos gatos de raça e outras pessoas já ficam com raiva dos SRD. O amor precisa ser igual pois nenhum dos dois tiveram culpa como nasceram. O amor precisa estar em primeiro lugar.
♥♥♥

Laura disse...

Lindo post!! E mais linda ainda a foto ao final!!

Eu prefiro adotar os gatinhos, mas confesso que quando vejos aqueles filhotinhos de persa dentro daqueles vidros no pet shop morro de pena! Acho que eles tbm sofrem um pouco, não tanto quanto os abandonados nas ruas, mas sofrem!

Laura

Lilica. disse...

não troco minha S.R.D. ou Sincera Ronronante Deliciosa por nenhuma outra!!!!!!!!!!!!Amar um gato e ser amado por ele,não tem preço!
Ná amamos nossos bichanos por opção e não por condição, nosso amor é incondicional.Será que amaríamos um filho só se ele tivesse olhos azuis e cabelo de anjo?????NÃO!!!!!!!!!! quem ama verdadeiramente não tem preconceito, não faz escolhas baseadas no belo mas sim no amor que temos de sobra para dar e receber!

Gata Lili disse...

Preconceito é ignorância. Pessoas preconceituosos ainda têm muito para evoluir. Excelente post. Parabéns!

Magdala disse...

Tenho 25 bichanos na casa da minha mãe, todos S.R.D.
Lindos, felizes, bem alimentados, frequentam o veterinário e são a alegria da casa. Tenho também 4 cachorros, e apenas um é de raça, um Husk Siberiano que ganhei de presente. Todos os outros bichos foram pegos na rua ou apareceram lá em casa. Haja grana e tempo pra cuidar, mas sem eles a vida seria muito triste, seria sim :)
Beijos!

Magdala

Soraya Almeida disse...

Amo meus gatos incondicionalmente, tenho 02 gatos, um vira lata legítimo e um metido a siamês, mais amaria eles se fossem de qualquer outra raça. Concordo com a Lilica que disse que amar um gato e ser amado por ele não tem preço!

Patrícia disse...

Concordo plenamente com vocês! Eu tenho duas SRD (sendo que uma foi adotada no CCZ e outra peguei da rua) e uma persa que eu comprei. Tenho minhas gatinhas porque gosto de cada uma delas... Acredito que não se deve "elitizar" a posse de um bichinho, optando-se somente por raças... Mas não é nenhum crime comprar um gatinho de raça pra cuidar bem dele!
Engraçado é que eles (os gatinhos) nem se importam com isso né?!

disse...

Eu sou dos dois grupos... rs. Uma sialata e um persa que ganhei do amor. Meu pré-conceito (todos temos, não adianta né) é com quem tem o bicho para exibir pros outros, sabem? SRD ou legítimo, o lance é ser bonito para ficar exibindo... e isso me irrita. Se bem que tem gente que faz até com filhote humano, né? =[

Uma coisa que não consigo não ter é desejar imensamente determinados gatos pela estética. Maine Coon e bengal, por ex. Não que eu os amaria mais por serem lindos, mas ia ficar horas admirando (que nem fico com os meus... a elegância da sialata e a pompa do persa).

Zanarde disse...

Adorei o post...amo gato simplesmente por ser gato....Eu soh tenho um SRD pq nao deixam eu ter mais...Gosto de todos os tipos...ateh o gato mais feio do mundo acho lindoooo
Soh acho q vcs esqueceram do preconceito pior que existe contra ekes...contra os gatos pretos....

Zanarde disse...

Quase esqueci de falar...quero morder esses gatos da fotoooo
a minha ta me olhando (entre o pc e o teclado) com uma cara gorda...
bjsss

Gisele Oliveira disse...

Bem, assim como a Rô eu estou nos dois grupos, pois tenho 02 persas, 05 SRD felinos e 01 canino. Amoooo todos igualmente. Mas confesso que as persas(minhas primeiras gatas) foram compradas por pura falta de conhecimento sobre como funcionam as fábricas de filhotes. Agora só adoto! Mesmo assim confesso ser alucinada pelo Maine Coon. Por pura estética mesmo, e pq já ouvi falar que são hiper meigos. Preconceito a gente sempre tem, e temos que ultrapassar eles. Eu ultrapassei um, com certeza: Tenho uma gata cega(a Lori, como vcs podem ver no blog), mas meu preconceito nunca foi com a cegueira, mas sim com a pelagem dela, aquela meio "enferrujada", mas só "de castigo", Deus enviou mais 02 iguais a ela, e assim tenho 03 meninas da pelagem que nunca gostei. kkkkkk. Mas o amor ultrapassa a estética, e eu jamais deixaria elas na rua por conta de uma pelagem, por isso as resgatei! Sempre vale à pena!!!!!

Bere disse...

Adorei o post... é exatamente isso, o preconceito é muito grande com os nossos bichanos! Eles não merecem!

CATLOVELY disse...

YES!!!!Eu adorei esse artigo!!!!Eu tenho um super gato persa preto,imagine se eu levasse ele para a rua,ninguém iria querer cruzar comigo numa sexta feira.Mas eu adoro gatos independente
da raça ou cor,porque eles são maravilhosos e amorosos!! Portanto,"VIVA OS GATOS DO MUNDO INTEIRO"!!!!!!!!!
CATLOVELY.

izolina.ribeiro@yahoo.com.br disse...

Uma amiga minha achou um persa branco abandonado escondido embaixo de um carro. Ele é td problematico, respira mal, ronca e qdo come funga q nem um porquinho. Vive sujinho e acredito q por este motivo foi abandonado. Outra vez eu ajudei a doar uma persa linda q havia sido abandonada em uma praça pq o dono foi morar em apto. A verdade é q o fato de ser de raça não impede q um animal tb seja vitíma de abandono, maus tratos ou crueldades.
E outra coisa o q é necessário é lutar pela regulamentação do mercado de pets, ter leis p fiscalizar pois isso pelo menos fará com q se diminua a compra por impulso. E cabe aos q lutam sejam ativistas ou protetores bater na tecla da adoção cada vez mais.

CAFÉ DA TAMARA - SETEMBRO 2011. disse...

Foi bom você tocar nesse assunto, pois atualmente tenho 70 animais resgatados de rua e estou apaixonada por uma gatinha persa, que vi à venda. Sou a favor de adotar um amigo, mas não tenho um persa, não se abandonam gatinhos persas num terreno baldio.
Faço tanto por animais, será que não mereço me dar de presente essa gatinha persa???
O preconceito é tanto, quer sinto constrangida e pior... Paralisada!!
Adorei poder desabafar.
Agradeço, beijos.

Tamara - cafecomgato.com

Vida De Gato disse...

Ótimo post amigos!

Gateira de plantão, protetora atuante há 28 anos, adotei um cão Galgo, pois foi abandonado e os protetores não tinham ideia das fragilidades dessa "raça". Pois bem, o galguinho é adulto e se adaptou perfeitamente a convivência com Otto e Cuca, meus filhos gatos, ambos com 11 anos de idade. Ele tem certeza que é um Gato apesar de tanto eu insistir que ele é um galgo! Rsrs
Nosso lar está muito feliz, 3 irmãos muito felizes e tratados como meus filhos, pois são.
PARTE ABSURDA: Fui criticada por protetores, pois acham qua só adotei pq é de raça... SIM! ADOTEI PQ É FRÁGIL, É DÓCIL, ADORA OS IRMÃOS GATOS (que são SRD), PORQUE É UM DOCE, ME APAIXONEI!
Agora por preconceito tenho que me justificar até para pessoas que na teoria era para apoiarem!? Esse preconceito quanto raças me irrita muito!
E mais, um dia ainda  realizarei  meu sonho em ter como filho um sagrado da Birmânia, adiado até hoje porque os filhos que já tenho, e todos que encaminho detém meu tempo e espaço disponível.
Obrigada por tocar no assunto, e desculpem o desabafo...

Eliane Senger
Otto
Cuca
Filé

esr@VidaDeGato.com

Sybylla disse...

Eu tenho 3 gatos, dois tirados da rua, nem a idade eu sei direito. O terceiro, com 13 anos, uma colega da escola me deu pois ele foi rejeitado pela mãe.

E tive um Persa que foi dado também só porque era preto! Que absurdo! Viveu por dez anos, bem cuidado, um amor.

Se existe preconceito entre as pessoas, o que dirá com animais??

sil disse...

Gente, o importante não é ser ou não de raça, se compramos ou não, enfim, adotamos ou compramos por AMOR, eles são bichinhos, merecem nosso amor e não tem "culpa" se nasceram de raça.

Acredito que nossa crítica deve se ater às pessoas, seres humanos irresponsáveis que se valem da natureza e da fragilidade dos bichos para conseguir dinheiro.

Isso é ruim. Os bichinhos, seja qual for, não tem culpa de ter nascido.

Acredito que cada um de nós, amantes dos animais, somos pessoas sensíveis que estamos na Terra para ajudar nossos bichinhos a ter uma vida digna e feliz.

Fico indignada de ver como as pessoas se prendem a "casca" ao invés de olharem o que tem internamente. SRDs, persas, mainne coons, são todos dignos de amor e cuidado.

Não acredito que alguém ame uma pessoa mais ou menos pelo fato de ser branca, negra, mulata, ter olhos claros ou escuros. Amamos as pessoas pelo que elas são e sigo o mesmo para com os animais, temperamentais, sapecas, branquinhos, pretinhos ou coloridos, o importante é amar e ver que aprendemos e recebemos mais do que damos a ele, e ISSO é o que realmente importa.

beijinhos
silesgalha

Jucilene Mendes disse...

Esse tipo de preconceito contra gatos sem raça existe sim. Já ouvi muitas vezes: "Se pelo menos fosse um gato de raça". Aí eu respondo: "Nem eu sou de raça, porque teria preconceito com quem não é?"

sil disse...

Concordo plenamente Jucilene!
bjus
silesgalha

Perfil no Blogger disse...

Eu tenho 9 bichanos, 2 SRD adotados, 3 persas que nasceram em casa, 1 Maine comprado, 1 Maine adotado de um gatil que não precisava mais dele :( , 1 Sagrado comprado, porque o que eu tinha adotado do mesmo gatil do Maine morreu de câncer apesar de todos meus esforços e cuidados.Depois ainda comprei um Bengal, que é uma raça exótica e eu sempre quis ter.
Críticas? Te todo tipo, pelos SRD adotados, pelo preço pago pelos comprados, pelos gastos médicos com os adotados de descarte de um dono de gatil sem a menor responsabilidade que me deu os animais totalmente doentes.
Enfim, eu sou muito feliz com minha prole.
Que me atire a primeira pedra quem nunca amou!

Carol e Allan disse...

Caramba!! Devíamos ter respondido aos comentários aos poucos, hehe!

O assunto é polêmico mas, sempre achamos que radicalismo não leva a nada, apenas a mais radicalismo de ambas as partes. Como dissemos, somos 200% a favor da adoção (trabalhamos com isso, afinal de contas) mas é inegável a atração que animais de raça exercem, seja pela aparência ou por características comportamentais. O ser humano cria raças de animais desde que passou a domesticá-los, sejam gatos, cães, cavalos, bois, ovelhas... na verdade, a maioria dos animais com os quais convivemos hoje nunca existiu na natureza. E isso não vai mudar.
Agora, criação é uma coisa e comércio indiscriminado é outra bem diferente. E é isso que devemos combater.
Adoramos todos os depoimentos e ficamos felizes em saber que a grande maioria dos leitores do Tudo Gato é consciente, responsável e apaixonado pelos seus SRD's, puros ou mix.
Também gostamos dos depoimentos dos protetores que deixaram seus comentários. Lutar pela valorização e reintegração de animais que não tiveram a sorte de terem tutores responsáveis é uma tarefa árdua e muito, muito envolvente. É sempre preciso manter o equilíbrio pra evitar o radicalismo.
Parabéns e um grande abraço a todos vocês e a seus bichanos!

Ah, os modelos da foto são, na ordem: Frodo, Vlad e Gizmo.

PS: Bea, dá uma olhada nesses links aí embaixo, quem sabe você não encontra um pretendente, hehehe!

http://www.menandcats.com/
http://cuteboyswithcats.tumblr.com/

Daniela disse...

Preconceito nunca é bom. Mas vivendo num país como o nosso com tantos animais abandonados, muitos deles tão bonitos quanto os de raça, a decisão de adotar ou comprar é como decidir entre satisfazer um desejo próprio ou ajudar a mudar a situação do abandono que se tornou um problema. Não sou contra aquele que compra de criadores responsáveis, muitos tem gatos com pedigree e decidem adotar um SRD também, o que é ótimo. Mas acho que é uma questão para se refletir. Quando uma pessoa compra um animal ela está satisfazendo um desejo próprio, quando se adota está abrindo mão de escolher o que você quer e pensar no que o outro precisa.
Eu tenho 7 SRD's, um deles o Pé de Pano se parece muito com um Ragdoll, sempre me perguntam qual é a raça dele, e eu faço questão de dizer que não tem.

Gabi disse...

Olá! Primeira vez que visito o blog e já me deparo com este ótimo post!
Eu sempre fui da mesma opinião, não importa se é com cães ou com gatos. Animais merecem ser respeitados, cuidados e, acima de tudo, amados! Quanto a gatos, eu infelizmente não tenho nenhum, apesar da imensa vontade de ter. Mas meu namorado sempre foi louco por gatos e tem 1 SRD (que inclusive fui eu quem dei pra ele hehe). Esse gato é o maior companheiro dele, não se desgrudam por nada... E não é só pq ele tem gato adotado que não goste dos de raça (ele é louco pra ter um Chartreux, super difícil de se achar aqui no Brasil, por sinal). Eu penso a mesma coisa, só que comigo sempre foi com cães, já que sempre tive cachorros e não gatos.
Parabéns pelo post e acaba de ganhar mais uma leitora =)

Reynaldo N Kajita disse...

para mim, preconceito e = a medo do desconhecido.....sempre gostei de srds por achar eles mais forte de saude...em casa de todos os animais que ttivemos e temos, todos foram adotados e sao srds, adoro raca, mas nao dispensaria um srd, mas se me derem um maine coon, agradeceria rs rs e cuidaria bem da mesma forma que meus srds

Tati disse...

Parabéns pelo post... eu tenho um persa e já ouvi de tudo: desde que o gato é um animal cheio de interesses [!!!!!] até que desperdiço dinheiro comum gato de raça.
E ninguém vê o carinho e o amor que há em tudo, né?!

Sybylla disse...

Nós tínhamos um Persa, a coisa mais linda, viveu por dez anos e morreu do coração faz três. A dona se desfez dele apenas por causa da cor... Sem comentários!

Agora tenho três e estamos estudando pegar um da rua que está muito judiado e vem comer aqui.

Ótimo texto.

Madam Maxwell disse...

Adoraria ter um Sphinx,peladão da silva sauro, gato de raça, mas não troco NENHUM dos meus 15 fura-sacos por nada no mundo, resgatados de situação de risco, coisa q dificilmente verei um Sphinx em perigo. Trocar meu Zé, menino "de rua" atropelado q precisa de atenção constante, com as fraldas, pomadas, talquinhos p/ o manter limpo e branco como neve e seus amorosos olhos verdes, agradecendo sempre q é cuidado? JAMAIS!NADA paga isso!

Garota Bordeline disse...

Fantástico esse post. Gostaria de dar minha contribuição à essa saudável discussão:
Lá em casa sempre tivemos cachorros, mas o Olivier foi paixão à primeira vista: meu marido, louco por animais o trouxe para casa muito pequenininho, devia ter uns dois meses e olhos lindos e azuis.Ele ganhou o gato de um amigo que por sua vez o havia salvado de ser jogado no rio. O dono, ambicioso "distribuidor" de Sagrados da Birmânia, ia sacrificá-lo por ter nascido "impuro". Quanto às impurezas, tratam-se de uma mancha preta no nariz (muito simpática, por sinal) e outra, semelhante a um pingo de caramelo na "luvinha" anterior direita. Para um gato de raça, ele teria a pelagem ruim, mas para mim é o gatinho mais lindo que já vi. Agora que cresceu então, está uma fofura, bem tratado e mimado como todo gatinho deve ser, principalmente um que foi desprezado por ser "diferente".

Postar um comentário

Olá!
Estamos muito gratos por receber seu comentário aqui no Tudo Gato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...