Vou me valer da sessão Adestrando Gatos - até porque este é um tema recorrente com clientes que são donos de gatos - para trazer à tona um assunto cada vez mais comentado entre aqueles que adoram a convivência com bichanos: sua criação indoor. 

Fotografia de Giane Portal / Fofuras Felinas
Essa denominação - criação indoor - significa manter os gatos dentro de casa, sem acesso livre à rua para os tão conhecidos “passeios”.

A polêmica toda surge quando se analisa a situação sob o ponto de vista do comportamento dos gatos, caçadores natos, que têm em sua carga genética um forte instinto exploratório e predatório. 

Por este motivo, muitos entendem que, para garantir seu bem estar, deve ser-lhes dado a oportunidade de saírem para caçar, caminhar, estar com outros gatos e voltarem quando quiserem.

Aliás, essa era a mentalidade de “criação” de gatos há uma ou duas gerações atrás e que ainda prevalece em cidades de menor porte. A questão é que há fatores muito importantes a serem considerados quando se analisa a forma de criação dos gatos domésticos. 

Não restam dúvidas, atualmente, de que permitir acesso livre dos gatos à rua é prejudicial e muito perigoso.

Na rua, os gatos estão sujeitos a atropelamentos, brigas com outros gatos, ataques de cães. Sem contar que a figura do gato ainda é vista por muitos como algo ruim, não sendo, infelizmente, animais que despertam tanta compaixão como os cães. Assim, os relatos de maus-tratos são rotineiros, com situações bastante revoltantes.

Sem contar o risco de serem contaminados com FIV (Vírus da Imunodeficiência Felina)  e FELV (Vírus da Leucemia Felina), doenças graves e que podem ser contraídas através de contato com gatos desconhecidos e que estejam doentes.


Fotografia de Giane Portal / Fofuras Felinas

Finalmente, mas não menos importante, temos a questão de cruza sem controle, no que diz respeito a gatos não castrados com acesso à rua. Neste sentido, filhotes indesejados geram mais abandono.


Fotografias de Giane Portal / Fofuras Felinas

Por outro lado, estando claros os motivos pelos quais a criação indoor é a melhor alternativa para aqueles que querem uma convivência feliz com seu gato, resta tratar de todas as alternativas necessárias para garantir total bem estar ao pet quando criado sem acesso à rua. 


Fotografia de Giane Portal
Neste sentido, o que se denomina enriquecimento ambiental é primordial para garantir o total bem estar dos bichanos e consiste em deixar a casa repleta de atividades voltadas para as características comportamentais dos gatos. Veja algumas dicas simples, mas que fazem toda a diferença: 


- gatos adoram escalar e “controlar” o ambiente do alto. 
Assim, vale investir em prateleiras, fixadas de modo a permitir que os gatos subam e possam “andar nas alturas”. Esta providência simples também garante que façam exercício físico.


- a forma de oferecer a alimentação pode sugerir caça.
Deixar comida à disposição o dia todo num potinho não é a melhor opção no quesito alimentação. 

Já se sabe que os gatos devem, para manter sua saúde física, fazer várias pequenas refeições durante o dia. 
Assim, o ideal é permitir que estes momentos se assemelhem ao máximo com situações de caça. Aqui, vale esconder ração em cantinhos, usar brinquedos que liberam comida e colocar pequenas porções em prateleiras, no alto.




Fotografia de Giane Portal / Fofuras Felinas


- proporcionar plataformas para incentivar os instintos de alongar e afar.
Garantir que tenham à disposição arranhadores, para que possam se alongar e afiar as unhas.


Fotografias de Giane Portal / Fofuras Felinas

- oferecer brinquedos interativos e muita ação.
Utilizar bolinhas que pulam, lazer, bolinhas de ping-pong e ratinhos de brinquedo com catnip, para estimular o instinto de caça dos gatos.

Garantir que tenham “sucesso” na caça também é recomendável, ou seja, o final de cada sessão de brincadeira deve terminar com a degustação de um petisco bem gostoso!


Fotografia de Giane Portal / Fofuras Felinas

Além do enriquecimento ambiental, no momento em que é feita a opção por ter um gato como companhia, vale muito considerar a hipótese de ter dois e trazê-los juntos para casa. Se forem filhotes da mesma idade, melhor ainda, já que se acostumarão um ao outro desde cedo. Com a companhia de outro felino, a rotina será muito mais ativa, já que as brincadeiras felinas estarão garantidas!


Fotografia de Giane Portal / Fofuras Felinas

As janelas da casa ou apartamento devem ser teladas, para evitar fugas e/ou quedas, garantindo total segurança aos gatos, mas também para permitir que eles tenham acesso visual aos estímulos externos, assim como a banhos de sol, muito valorizados pelos bichanos durante o dia. 

Todas essas dicas, se seguidas pelos donos de gatos, garantem a estes uma vida saudável do ponto de vista mental, já que são respeitadas suas características comportamentais e também os mantêm seguros de situações perigosas, que podem levar a muito sofrimento. 


---


Cassia Rabelo Cardoso dos Santos, adestradora da equipe Cão Cidadão.

Criada por Alexandre Rossi, a Cão Cidadão atua há mais de 10 anos com adestramento e comportamento animal. Oferece adestramento em domicílio, consultas comportamentais, além de uma agenda mensal de cursos e palestras. Tudo isso com muito amor e respeito. Para saber mais sobre a Cão Cidadão, entre em contato com a Central de Atendimento, pelo telefone (11) 3571-8138, ou acesse www.caocidadao.com.br.










4 comentarios:

Franinha disse...

No meu caso, tenho quintal, posso telar em volta do muro? Tenho uma gata que é bem rueira, e tbm estressada. Parece não gostar de gatos(!?) ela é carinhosa com humanos, não liga pra cachorros, mas está bem briguenta com os irmãos, com quem foi criada desde que nasceu.

Marilia disse...

Eu tenho uma gatinha que é bem comportada, ela ficou duas vezes só fora pela noite, mas imagino que ficou andando pelos telhados. Ela é bem brava com a gente, mas as vezes deixa fazer carinho, mas recentemente eu peguei um gatinho que tem 9 meses e eles se dão super bem, mas ele já da umas escapadas pela rua e eu não sei o que fazer. Ambos eu peguei porque a mãe abandonou, dei mamadeira e cresceram com muita saúde. :)

Aline Moreira disse...

Eu telei todo o meu pátio de trás da casa, ficou tipo uma quadra esportiva rsrsrs. Agora eles tem liberdade com segurança

Anônimo disse...

Tive três gatos e os perdi recentemente para a FELV tudo leva que contraíram nas escapadas para os jardins e encontro com gatos já contaminados sem contar que podem comer plantinhass indesejáveis, pelo menos no meu caso que moro dm apartamento, não deixe seu felino "vadiar por ai para não ter a triste surpresa do diagnostico FELV positivo..,������

Postar um comentário

Olá!
Estamos muito gratos por receber seu comentário aqui no Tudo Gato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...